25 de novembro de 2021

8 coisas que você precisa saber sobre aviões

Por wpadmin
As 10 rotas de avião mais longas do mundo

Bem-vindo a bordo. O mundo da aviação é fascinante, e passou por infinitas mudanças desde os tempos de Santos Dumont. Aquelas primeiras engenhocas de madeira e tecido não se parecem em nada com as monstruosas e elegantes aeronaves que cruzam os céus nos dias de hoje.  

Piloto automático

Será que sua fé não está no piloto automático? - Universal.org - Portal  Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus - Universal.org – Portal  Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus

Hoje os aviões são construídos para voar sozinhos. É ao mesmo tempo um pensamento reconfortante quanto aterrorizante. Por um lado, a razão mais comum para acidentes de avião é o erro humano, por isso pode ser tranquilizador saber que as aeronaves são projetadas para serem automatizadas e, francamente, mais inteligentes que os humanos. Mas também é perturbador pensar que um sistema de computador falível mantém uma aeronave sustentada a 10 quilômetros de altura. A boa notícia é que os aviões são construídos com muitas redundâncias, de modo que, se um sistema falhar, existem outros que podem fazer essencialmente a mesma coisa. Obviamente, os pilotos são treinados para pilotar o avião manualmente e estão lá para lidar com as funções que o piloto automático não pode, como taxiar e decolar, além de alimentar e monitorar as informações do sistema automático e, claro, eles estão lá para quando o computador falhar. Na verdade, mesmo que os aviões possam pousar sozinhos, os pilotos pousam manualmente para não perder a prática. Em voo de cruzeiro, ou seja, quando o avião está estabilizado na altitude determinada, e depois de alguns minutos após a decolagem, então o piloto automático fica ativo, e os pilotos apenas monitoram o seu comportamento. Vale notar que a maioria dos aviões possui um piloto automático capaz de guia-lo até a pista mesmo quando a visibilidade é bem reduzida, como em dias de chuva e nevoeiro.

Por que os aviões são brancos?

Por que quase todos os aviões têm a cor branca? - Brave

Você já parou para se perguntar porque a maioria dos aviões modernos são pintados principalmente de branco? Se você pintar seu avião com uma cor diferente do branco, ele absorverá a luz do sol e aquecerá a fuselagem, o que é algo que você quer evitar. O branco, por outro lado, reflete a luz solar e evita o acúmulo gradual de calor no avião. Isso é bom, não apenas quando se está em vôo, mas também quando está parado no terminal. Para manter a temperatura interna ideal quando o avião está no solo, é necessário acionar um motor auxiliar chamado de APU, que requer combustível. E quanto mais quente o avião está, mais combustível a APU consome. Os aviões são inspecionados regularmente quanto a trincas, amassados e qualquer outra forma de dano à superfície. E nada funciona melhor que o branco quando se trata de detectar uma rachadura. Por fim, o custo da pintura em si. Pintar um avião todo de branco é muito mais barato do que uma pintura elaborada.

Por que tem cinzeiros nos aviões se é proibido fumar?

Por que os aviões têm cinzeiros se fumar é proibido? - Dicas & Curiosidades™

Nas décadas passadas, não apenas era permitido fumar a bordo, mas também era algo muito comum entre os passageiros. Por isso, era natural que as poltronas e banheiros estivessem equipados com cinzeiros. Mas mesmo hoje ainda é possível encontrar cinzeiros nos aviões. E a resposta é simples. Mesmo não sendo permitido fumar nos voos, se por acaso algum passageiro acender um cigarro a bordo, é obrigatório a aeronave ter um local para apagar o cigarro com segurança. Em 1973, 123 passageiros de um voo da Varig que saiu do Rio de Janeiro com destino a Londres morreram por causa de um incêndio provocado por um cigarro jogado no lixo do banheiro. Desde então, regras quanto ao cigarro foram revistas na aviação.

Você já sentiu que o avião estava caindo?

Quem viaja com frequência, pode ter notado uma incômoda sensação de queda livre, mesmo quando o avião aparenta estar subindo. Por que isso acontece? É um problema com o nosso cérebro. Nós evoluímos balançando nas árvores e andando no chão. Nada no nosso senso de equilíbrio é adequado, mesmo que minimamente, ao vôo. Dependemos inteiramente do nosso sistema visual quando estamos no ar para entender o que está acontecendo. Com os olhos fechados, é perfeitamente possível ficar de cabeça para baixo em um avião e nunca saber. Mudanças nas forças G podem nos levar a pensar que estamos caindo quando estamos subindo ou virando quando estamos voando reto. Você simplesmente não pode confiar no ouvido interno quando está no avião, principalmente a noite. Seu cérebro mentirá para você.

Quando um raio atinge um avião?

Só no Brasil, são cerca de 78 milhões de raios por ano, em média. Raios são perigosos, e muitas vezes fatais. Então o que acontece quando um raio atinge um avião em voo? Os engenheiros pensaram nisso, e os aviões são projetados para serem atingidos por raios. Por razões de segurança, quando isso acontece, as aeronaves passam por uma inspeção após o pouso, mas na maioria das vezes, elas saem ilesas. As peças ao redor de componentes eletrônicos e tanques de combustível são cuidadosamente aterrados para impedir a formação de arcos elétricos, o que poderia ameaçar a segurança de um avião. Os raios atingem tipicamente uma borda relativamente aguda da aeronave, como uma ponta de asa ou o nariz, e a corrente sai pela cauda. Aviões mais novos são fabricados com uma proporção maior de materiais compósitos, como fibras de carbono, resultando em uma condutividade elétrica menor.

E se tudo falhar…

Os aviões comerciais são equipados com dois motores. A chance de um deles falhar é baixa, e a chance de ambos falharem ao mesmo tempo é quase nula nos dias de hoje. Mesmo assim, caso isso aconteça, o avião não vai cair como uma pedra. O ar vai continuar passando sob as asas, e ainda haverá sustentação necessária para mantê-lo no ar. Mas como não há mais forças para manter a altitude e a velocidade, um dos dois itens deverá ser priorizado. Então, mesmo com uma falha dos dois ou mais motores, o avião vai planar. Na verdade, a aeronave poderá voar por mais de 30 minutos, tempo suficiente para os pilotos procurarem por um aeroporto próximo ou outro lugar para pousar. Em rotas transoceânicas, os aviões não se afastam mais de 60 minutos de um aeroporto que comporte o avião. Caso um motor falhe, o piloto imediatamente fará um pouso no aeroporto mais próximo.

Para que serve o furinho na janela?

Se você já voou do lado da janela, deve ter notado um pequeno buraco na parte inferior. Cada janela tem o mesmo orifício, que é um importante recurso de segurança. A pressão do ar cai à medida que você sobe. Quem já escalou montanhas sabe que, em grandes altitudes, o ar é mais rarefeito e contém menos oxigênio. E o avião voa muito mais alto, portanto a pressão do ar é ainda menor. As aeronaves são projetadas para manter a pressão em um nível seguro dentro da cabine. Portanto, a pressão do ar fora do lado de fora é muito menor. Como essa diferença na pressão, há um estresse físico nas janelas, obrigando a presença dos furinhos. A maioria das janelas é composta de três painéis de acrílico; portanto, quando você olha por ela, na verdade, está olhando através de três painéis diferentes. Se algo acontecer com o painel externo, o segundo painel funcionará da mesma forma. Além de igualar a pressão, o furinho também impede as janelas de embaçar ou congelar. Você imaginava que algo aparentemente tão simples poderia ser tão importante?

Modo off-line

🥇 ▷ Solução: erros no modo avião em Windows 10 » ✓

O modo avião desativa algumas funções dos smartphones, como a rede, Wi-Fi e Bluetooth. E a maioria das companhias aéreas pede que os dispositivos eletrônicos sejam desligados ou colocados no modo avião. Mas o que acontece se você não colocar? Um smartphone se comunica com várias torres de celular e tenta manter uma conexão o tempo todo. Se as torres estiverem distantes, o telefone ou tablet precisará aumentar seu sinal para que ele possa se comunicar com as torres. Alguns se preocupam que esse tipo de comunicação poderia interferir nos sensores de um avião e potencialmente causar problemas com equipamentos de navegação. Mas nunca conseguiram de fato provar que os celulares modernos, mesmo em grande quantidade, possam atrapalhar o funcionamento dos dispositivos de uma aeronave. E mesmo que o fizessem, não poderiam derrubar um avião. Mas como ainda não há uma prova definitiva de que os celulares causam interferência, o melhor é sempre seguir as regras da empresa e deixar o aparelho desligado ou no modo off-line. Gostou de conhecer algumas curiosidades sobre a aviação?  Até a próxima!

Poderá ver o vídeo no youtube Aqui